quarta-feira, 7 de maio de 2008

Frases Termómetro

I - A poesia é como o meu casaco “double-face”: Do lado azul para os dias alegres, do lado castanho para os tristes. Mas agasalha dos dois lados.
Comentário:

– A poesia tem dois lados, o lado alegre e o triste mas pode sempre ajudar nas melhores e nas piores alturas.
- A poesia tem duas faces muito diferentes mas acolhe-as às duas.
- A poesia tanto pode ser um sentimento triste ou alegre. (7º. 5)
- A poesia pode ser escrita várias maneiras e feita pelo mesmo poeta.
- Os poemas estão escritos por vezes conforme a disposição do autor, mas satisfaz todo o tipo de leitor. (7º. 6)

II - Ganho brilho com as palavras.
Comentário:
– Aprendo com as palavras.
- Fico melhor com as palavras.
- As palavras dão-me alegria. (7º. 5)

III - As palavras são as minhas mascotes.
Comentário:
– As palavras acompanham-me e ajudam quando preciso.
- As palavras ajudam-me em vários momentos.
- As palavras estão sempre connosco. (7º. 5)

- Algumas palavras representam os nossos sentimentos entre outras coisas.
- As palavras são a minha companhia e a minha inspiração e a minha sorte.
- As palavras são a minha vida.
- Tenho-as sempre comigo. (7º. 6)

IV - Lá no alto, no céu, o paraíso não será uma imensa biblioteca?
Comentário:
–Será que no céu não haverá muita informação para passar às pessoas.(7º. 5)

V - Eu prometo coisas às palavras e elas prometem-me a mim.
Comentário:
– As palavras ajudam-me a mim e eu ajudo-as a elas, atrás de uma palavra vêm muitas mais e isso pode-se reflectir na minha vida.
- As palavras são promessas que fazemos e que as palavras fazem a nós.
- Nós fazemos coisas às palavras e elas dão-nos as respostas. (7º. 5)

- Quer dizer que eu escrevo palavras e elas falam sobre mim e sobre o que sinto.
- Eu prometo inspiração, elas prometem felicidade. (7º. 6)

VI - Uma criança não é um vaso que se enche de conhecimentos, mas um fogo que se alumina.
Comentário:
– Uma criança não nasce ensinada mas pode com o tempo aprender muito.
- As crianças não se enchem de conhecimentos mas sim de ideias.
-Uma criança é uma alegria que se enche de ideias. (7º. 5)

VII - Se tens pó de estrelas na cabeça, tens a alma em confusão.
Comentário:
– Se somos inteligentes temos de abdicar por vezes daquilo que nos faz mais felizes para um dia não vir a sofrer.
- Se tens muitas coisas na tua cabeça tens a alma em confusão. (7º. 5)

- Se tens porcaria na cabeça, na alma também tens.
- Se tens a cabeça baralhada e desfeita a alma também está confusa. (7º. 6)

Trabalho realizado por alunos das turmas 7º. 5 e 7º.6 da ESBF

4 comentários:

Anónimo disse...

se todos trabalharmos em conjunto vamos sempre fazer melhor e com mais facilidade o que os professores mandam...adorei os trablhos mas queria ver mais!Trabalhem bem!

Anónimo disse...

-Achei esta ideia interessante!
Gostei de participar neste trabalho!

-Fixe é peixe o blog está peixe (fixe) EU PARTICIPEI!!!!!!
7º6

Anónimo disse...

Concordo...Os trabalhos estao muito loucos...Adorei..Eu participei...7º6

coordenadores de leitura disse...

Ainda bem que este foi um trabalho que vos deu prazer; talvez por isso tenha ficado tão interessante e bem-humorado.
Continuem a (re)criar e a partilhar.
Prof.Fátima Pinto